Como identificar os sintomas das doenças mais comuns nos olhos

A ida ao médico facilita não apenas o diagnóstico de problemas de visão, mas ajuda a detectar doenças graves, manifestadas através de sintomas nos olhos. Pesquisas realizadas nos últimos anos apontaram que um terço da população brasileira acima de 16 anos nunca foi ao oftalmologista. E que parte das pessoas que já se consultou com o especialista, o fizeram apenas uma vez. Segundo a Dr. Ana Paula da clínica de oftalmologia na Barra – RJ, Americas OftalmoCenter, Identificar previamente algumas doenças dos olhos pode estacionar ou diminuir sua velocidade de progressão. Por isso, listamos alguns sintomas das doenças mais comuns para auxiliá-los na identificação.

 

  1. Clarões e visão embaçada

 

Lampejos de claridade, manchas, sombras ou as chamadas “moscas volantes” (sensação de insetos voando diante dos olhos) em seu campo de visão, são sintomas que podem identificar descolamento de retina. Quando não tratado, o descolamento pode, em estado crítico, culminar na perda da visão. Provocado por uma ruptura no espaço por onde penetra o vítreo depositado entre o globo ocular e a própria retina, o deslocamento é mais frequente depois dos 40 anos de idade e pode ser detectado em exames clínicos simples. Na grande maioria dos casos, a reversão do deslocamento da retina pode ser realizada por meio de uma intervenção cirúrgica. Para um diagnóstico definitivo e tratamento é essencial consultar um oftalmologista.

 

  1. Olhos vermelhos e lacrimejantes

 

Muitos acreditam que os olhos marejados e com vermelhidão, são decorrentes do cansaço ou de uma noite de sono ruim. Porém, é possível que esses sinais indiquem uma doença ocular chamada ceratite. A ceratite incide na inflamação da córnea (porção externa dos olhos que funciona como proteção do globo ocular e transmite a luz). Geralmente acomete pessoas que usam lentes de contato com muita frequência, por isso é importante fazer a higiene das lentes, e retirá-las para dormir. A ceratite também pode decorrer da ação de microorganismos e da exposição à luz ultravioleta.  Identificar o causador da doença é determinante para o tratamento, que é realizado por meio da administração de medicamentos. Nesse caso, os processos cirúrgicos não são necessários.

 

  1. Visão duplicada

 

A visão duplicada pode atingir um ou os dois olhos. E faz com que eles parem de trabalhar juntos e da forma ideal. Quando a visão duplicada atinge apenas um dos olhos, pode estar relacionada a um problema na córnea. Além de ser mais comum, a visão dupla em ambos os olhos pode ter origem diversa, então não deixe de procurar um especialista assim que perceber a alteração. Caso adquira gravidade, a condição pode resultar em perda de visão.

 

  1. Pupilas de tamanhos diferentes

 

Algumas pistas para problemas neurológicos graves, como aneurismas e tumores podem ser percebidas por meio dos olhos. Alteração no tamanho das pupilas é um dos sintomas mais comum. No entanto, é essencial ficar atento, pois também pode ser apenas uma impressão equivocada ou devido a fatores genéticos, sem nenhum distúrbio decorrente.

 

  1. Dor nos olhos

 

Diferentemente do que muitos pensam a dor nos olhos não é comum. Seus olhos nunca devem doer. Esse é um dos sintomas de enfermidades como o glaucoma. O glaucoma é uma doença ocular hereditária e progressiva causada pela pressão intraocular, que causa lesão no nervo óptico e atinge 2% dos brasileiros acima de 40 anos. Não existe cura para essa doença, que é capaz de gerar perda do campo visual, mas o diagnóstico e o tratamento precoce podem barrar seu avanço.

Comments are closed.